Agro 5.0: o que esperar do futuro da tecnologia no campo

Agro 5.0: o que esperar do futuro da tecnologia no campo
Agro 5.0: o que esperar do futuro da tecnologia no campo

Você já ouviu falar em agro 5.0? A revolução que promete conectar a cadeia produtiva das safras de ponta a ponta pode estar mais perto do que você imagina. 

Entenda o que esse termo realmente significa, suas principais tendências e como ficar antenado para garantir que o futuro do agro chegue, primeiro, na sua propriedade. 

O que é o agro 5.0?

A maioria dos estudiosos definem o agro 5.0 como a conexão tecnológica de ponta a ponta do setor produtivo, ou seja, é uma agricultura mais conectada do começo ao fim da safra, que utiliza tecnologias de sensores trabalhando de forma integrada como caminho para produzir mais, melhor e com menos custos. 

A tecnologia vem avançando e transformando os mais diversos mercados, porém, no agro, essa evolução está chegando a passos largos. 

Muitos acreditavam que o setor teria uma evolução mais lenta em conectar todas as pontas, a pandemia do coronavírus, que tomou conta do mundo no ano passado (2020) e ainda está presente na nossa rotina, entretanto, acelerou esse processo e hoje os especialistas já apontam a presença do agro 5.0 na maioria das propriedades até 2022. 

As agtechs e seu papel na disseminação do agro 5.0

Assim como qualquer avanço tecnológico, o agro 5.0 avança aos poucos, com empresas pioneiras no setor que aos poucos vêm crescendo e ganhando respaldo no mercado. 

Essas empresas são chamadas de agtechs, empresas de tecnologia focadas no agronegócio, categoria onde a NetWord Agro se encaixa

A importância das agtechs nesse cenário de mudanças e transformações é fundamental, visto que por serem  essencialmente empresas de tecnologia, elas trazem para o agro uma dinamicidade e capacidade de adaptação mais do que necessária. 

Você também pode gostar de: Em parceria com a Biopark, NetWord Agro monta fazenda inteligente

Quais as principais transformações que o agro 5.0 vai trazer para o campo? 

Machine learning e dados

Não há dúvidas de que os dados são a moeda do futuro, e esse paradigma também se aplica no agro. Com tecnologias preditivas e monitoramentos constantes, as agtechs estão criando bancos de informações incríveis sobre como está e para onde vai a produção no campo. 

Máquinas autônomas

Máquinas controladas por computador, que não exigem necessariamente um operador já existem, entretanto, ainda são pouco usuais aqui no Brasil. 

Esse cenário, porém, tende a mudar, principalmente devido às tecnologias embarcadas nesses equipamentos. 

IoT (Internet das Coisas)

A internet das coisas já está no campo, ela pode ser encontrada em tecnologias embarcadas em diversos aparatos agrícolas. Porém, apesar de ter essa possibilidade no pátio de casa, muitos produtores rurais ainda não encontraram soluções onde entrem valer a pena usá-las. 

É nesse cenário que o agro 5.0 vem para mudar, com a popularização das agtechs, soluções baseadas em IoT serão mais comuns. 

Decisões baseadas em dados

Com tanta informação sendo gerada por equipamentos, VANTS e sensores, o empresário rural vai se sentir cada vez mais confortável em tomar decisões baseadas em dados (data driven), afinal, elas serão mais assertivas e, é claro, lucrativas. 

Tecnologias preditivas

Na realidade da propriedade rural hoje, ainda se gasta muito por falta de informação. É nessa dor que as tecnologias preditivas moram, elas vêm para apontar os problemas da lavoura antes que eles aconteçam, oferecendo ao empresário rural ações mais inteligentes, econômicas e efetivas. 

Podemos usar o exemplo da NetWord Agro, uma tecnologia que prevê pragas, doenças e daninhas que podem afetar a lavoura e emite um mapa de aplicação indicando apenas nos pontos da lavoura onde esses danos podem acontecer. 

Dessa forma, ao invés do produtor precisar gastar com insumos para investir em toda lavoura, ele aplica apenas onde é necessário, economizando tempo e dinheiro. 

Principais desafios do agro 5.0

Como nem tudo são flores, para sermos capazes de testemunhar o agro 5.0 totalmente integrado em 2022, existem alguns desafios estruturais que o Brasil precisa superar: 

Conectividade

O número de propriedades rurais que possuem conexão com a internet ainda é muito pequeno, se for somar as conexões com infraestrutura para comportar esse tipo de integração, o número é ainda menor.

Esse cenário, entretanto, está prestes a mudar com o leilão da Anatel para a internet 5.0, que está previsto para acontecer no primeiro semestre de 2021. 

Mão de obra especializada

Com a chegada de novas tecnologias no campo, a mão de obra não sai de cena, porém, muda de perspectiva, tornando-se mais técnica e especializada. 

É necessário focar em especializar os trabalhadores do campo para garantir uma geração capaz de acompanhar as mudanças tecnológicas do setor. 

O agro 5.0 é mais que uma previsão, é um fato. Ele está entre nós e só vai crescer nos próximos anos, sai na frente o empresário rural que estiver antenado as melhores agtechs do mercado e quais são as soluções mais assertivas para a sua propriedade.

Se você quer fazer parte do seleto grupo de visionários que já está investindo no agro 5.0, clique aqui e conheça a solução oferecida pela NetWord Agro. 

© 2021 NetWord Agro -
Política de privacidade |
Política de cookies -
Dev by 2op Digital

Este site usa cookies para melhorar e personalizar sua experiência com nossos conteúdos e anúncios. Ao navegar, você autoriza a NetWord Agro a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de cookies.