Cigarrinha-do-milho: quais os danos e como fazer seu controle

Cigarrinha-do-milho: quais os danos e como fazer seu controle
Cigarrinha-do-milho: quais os danos e como fazer seu controle

Alcançar bons resultados na safra está diretamente relacionado à qualidade do plantio e também ao armazenamento. Por isso, o acompanhamento de todo processo faz a diferença.

Na cultura do milho, assim como em outras, existem doenças e pragas que podem comprometer o desempenho do trabalho, causando, até mesmo, grandes prejuízos. 

Entre essas pragas, está a cigarrinha do milho, a qual foi responsável por perdas de até 70% nas produções em diversas regiões do Brasil. 

Abaixo, você confere mais informações sobre os danos causados pela cigarrinha-do-milho e também sobre como fazer seu controle corretamente! 

O que é a cigarrinha do milho e qual é o seu ciclo?

o-que-e-cigarrinha-do-milho-e-seu-ciclo
Grupo Cultivar

A cigarrinha-do-milho é uma infestação que atinge lavouras de milho, desde os grãos até a silagem. 

Com alta capacidade migratória, essa praga impede a circulação normal da seiva, podendo causar a morte prematura das plantas. 

Seu ciclo de vida é longo, podendo chegar a média de 70 dias na fase adulta, o que, combinado ao fato de poder migrar a grandes distâncias, pode gerar muitos problemas para produtores de milho.

O que a cigarrinha faz com o milho? E o que é o enfezamento do milho?

Entre os principais danos causados pela cigarrinha-do-milho, está a aspiração da seiva, bem como a infiltração de toxinas. 

Vale ressaltar que a partir desse processo em uma planta infectada, a cigarrinha se torna transmissora da praga. 

O chamado enfezamento do milho se refere a doenças associadas a patógenos como bactérias que acometem a planta – disseminados pela cigarrinha do milho – multiplicando-se nos tecidos vasculares (molicutes).

Como e quando controlar a cigarrinha do milho?

como-e-quando-controlar-a-cigarrinha-do-milho

Para evitar que a cigarrinha-do-milho se dissemine e cause problemas à lavoura, é importante seguir alguns passos e tomar alguns cuidados de forma preditiva

Táticas de manejo, rotação de culturas e opção pelo plantio de cultivares mais resistentes são algumas das maneiras de se evitar a propagação da cigarrinha. 

Além disso, ter o apoio de ferramentas tecnológicas que analisam o solo e a lavoura de maneira ampla, mapeamento possíveis infestações também permitem que ações sejam realizadas para evitar a disseminação. 

Os drones, por exemplo, são equipamentos que têm atuado de forma assertiva no combate preditivo a pragas e doenças de diversas culturas e o milho está entre elas. 

Se você é produtor de milho e quer evitar a ocorrência da cigarrinha do milho na sua produção, clique aqui e solicite uma demonstração* de como nós podemos atuar no monitoramento de solos e lavouras com excelentes resultados

*Verificar disponibilidade para solicitação de demonstrações na sua região. 

© 2021 NetWord Agro -
Política de privacidade |
Política de cookies -
Dev by 2op Digital

Este site usa cookies para melhorar e personalizar sua experiência com nossos conteúdos e anúncios. Ao navegar, você autoriza a NetWord Agro a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de cookies.