O que o produtor pode esperar da safra 2020/2021

O que o produtor pode esperar da safra 2020/2021
O que o produtor pode esperar da safra 2020/2021

Estamos no começo da safra 2020/2021 e com a chegada desse momento é normal que nos perguntemos como está o cenário da nossa atividade? O que mudou com a pandemia na COVID-19? O que podemos esperar dessa safra, afinal? 

Fizemos o nosso melhor para reunir informações importantes e referentes para responder todas essas perguntas.

Confira:

A agricultura brasileira  

Atualmente, nossa agricultura é responsável por colocar comida na mesa de 1,2 bilhão de pessoas em todo mundo, 43,2% das exportações brasileiras vem do campo, nossa agropecuária representa 21,4% do PIB do país e suas exportações rendem aproximadamente 96,8 bilhões de dólares por ano. 

Esses são dados do próprio Governo Federal em seu vídeo de apresentação do Plano Safra 2020/2021, uma prova do quanto nosso setor está se fortalecendo nos últimos anos. 

E quando o agro cresce, a gente sabe, todo país cresce junto com ele.

Confira o vídeo completo: 

Plano Safra 2020/2021

Lançado dia 18 de julho de 2020, o Plano Safra 2020/2021 já realiza operações de crédito até 30 de junho de 2020. 

Quem trabalha no campo já está familiarizado com as linhas e possibilidades de crédito oferecidas pelo programa, entretanto, todo ano, alguns aportes mudam e outras possibilidades surgem. Veja quais são as novidades para essa safra: 

  • O total de investimentos disponíveis é de R$ 236,3 bilhões, um aumento de R$13,5 bilhões em relação ao anterior.
  • Em decorrência da pandemia do novo coronavírus, o governo decidiu aumentar o volume de dinheiro disponível com taxa controlada em 3,9%.
  • A expectativa do mercado para essa safra era que os grandes produtores migrassem do Plano Safra para os financiamento privados, porém, o momento de instabilidade acabou segurando esse movimento. 

Segundo a consultoria Cogo – Inteligência em Agronegócio, em entrevista ao Globo Rural, ‘’Do volume total de recursos, R$ 179,38 bilhões devem ser destinados para operações de custeio e comercialização e R$ 56,92 bilhões para investimentos. Dessa forma, operações de custeio e comercialização contarão com 5,9% a mais em recursos e as de investimento terão reforço de 6,6%, na comparação com o ofertado na safra anterior.’’

Otimismo no campo: veja o que esperar da safra 2020

Apesar das dificuldades sentidas pela pandemia, o agricultor se mostra otimista e confiante na capacidade do setor de prosperar em meio a crise. Veja as estimativas projetadas pelo IBGE e pela Conab:

‘’O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estimou, nesta terça-feira (11/8), uma safra de grãos, leguminosas e oleaginosas de 250,5 milhões de toneladas. De acordo com o instituto, o volume representa um novo recorde e é 3,8% superior ao registrado em 2019, além de superar em 1,3% a estimativa anterior, feita pela instituição em junho deste ano.’’ Disponível aqui.

‘’Em sua última estimativa para a safra 2019/2020, encerrada em julho, a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) apontou nesta terça-feira (11/08) uma produção recorde de grãos no país, avaliada em 253,7 milhões de toneladas. O montante representa crescimento de 4,8% ante a safra anterior, puxado por um crescimento de 5,1% na produção da soja, estimada em 120,9 milhões de toneladas, e pela produção recorde esperada para o milho – 102,1 milhões de toneladas.’’ Disponível aqui. 

O mercado está aquecido e em busca de novas formas de crescer e produzir mais. Um desses fatores é a tecnologia, cada vez mais presente nas lavouras, trabalhando lado a lado com o produtor para entregar resultados melhores. 

A NetWord Agro é uma dessas soluções, e segundo Marcos Ferronato CEO da Empresa o objetivo do nosso trabalho é monitorar solos e lavouras para identificar prejuízos em sua plantação antes deles acontecerem. Prevenir as infestações de pragas, doenças e daninhas e diminuir os custos com defensivos agrícolas, utilizando apenas quando e onde for necessário. Clique aqui e conheça a solução.